Vendas a todo vapor: como pequenas empresas podem gerar leads qualificados de maneira eficiente

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

É inegável que, para que seu negócio prospere, é preciso vender. Para fazê-lo, é possível aplicar técnicas variadas de marketing ou funil de vendas. Uma coisa, porém, será sempre necessária: leads qualificados. Eles são os contatos interessados no que a sua empresa faz. E que, quando trabalhados corretamente, vão efetuar uma compra ou encomendar um projeto.

Como reunir esses contatos? Uma das maneiras clássicas de fazer isso é criar um cadastro, no site da sua empresa, para os interessados em receber dicas, novidades sobre produtos e qualquer outro item que possa aguçar a curiosidade sobre o que você pode oferecer. Investimentos em anúncios também podem atrair potenciais compradores para a sua página e, assim, gerar leads.

Com esses dados em mãos, você pode começar a criar o famoso mailing – uma lista composta por leads, clientes e ex-clientes que será utilizada para divulgar seus produtos ou serviços.

Ah, e um detalhe importante aqui: ela deve conter apenas endereços de e-mails de pessoas que aceitaram receber as suas notícias ou ofertas. Com a entrada em vigor da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), em setembro, passou a ser obrigatório ter a autorização de todos aqueles incluídos na sua lista de contatos (para saber mais sobre as novas regras, clique aqui: https://www.jahemarketing.com.br/hub/artigos/marketing-digital-e-a-temida-lgpd-7-dicas-para-saber-por-onde-comecar/).

Para as micro e pequenas empresas, que ainda precisam construir suas marcas e têm poucos recursos para investir na captação de leads, há maneiras mais ágeis de se comunicar com seu público potencial e criar laços duradouros com os possíveis clientes. Aqui, nós contamos como!

Comece pelo básico: as redes sociais

As redes sociais podem ajudar bastante. Nessas plataformas, sua empresa pode gerar informação que seja relevante para o público, sem precisar criar textos enormes ou longos vídeos ou áudios – basta oferecer conteúdo de qualidade e frequente. Além disso, os investimentos requeridos para que seu conteúdo seja distribuído para uma audiência maior são muito menores.

Na hora de preparar as publicações, encontre jeitos de dar mais informações sobre o seu produto ou serviço de maneira atraente, sem anunciá-lo apenas. Tem uma loja de roupas? Dê dicas de como combinar cores ou utilizar determinados modelos – uma boa maneira de mostrar seus produtos. Outro exemplo é contar como o seu serviço ajuda a resolver um problema comum no mercado em que atua (e demonstrar como fazê-lo).

Esses conteúdos podem surgir na forma de um post bem organizado no Facebook ou no Instagram, um artigo no LinkedIn, ou uma publicação em qualquer outra rede social, acompanhados de um link para a página da sua companhia, ou o contato do seu vendedor (neste artigo, aliás, falamos sobre a rede social do momento, o TikTok: https://www.jahemarketing.com.br/hub/artigos/chegou-a-hora-de-olhar-para-o-tiktok-cinco-dicas-para-fazer-marketing-de-influencia-na-rede-social/).

Outra opção é sincronizar essas postagens com um calendário de ofertas. Mas sempre com a mentalidade de que, antes de oferecer um produto é preciso um trabalho de comunicação que crie audiência, e mantenha esse público engajado. Reproduzir um folheto de papel dentro do ambiente online é certeza de pouco resultado, e o público vai passar batido pela sua vitrine virtual.

Falando em engajamento, aliás, é importante lembrar que você deve sempre estimular a interação com a sua audiência. Faça perguntas, crie enquetes, peça comentários. Quanto mais participação houver nas suas páginas, mais gente será atraída para elas.

Busque inspirações em empresas e marcas que você admira (só não vale copiar os conteúdos!) e crie pontos de atenção que vão além do texto, como imagens, vídeos e gifs. E não perca de vista que a sua intenção aqui é obter esses contatos! Sempre inclua o link para o seu site ou um jeito de contatar a sua empresa nessas comunicações.

Outras chaves abrem portas

Montar uma boa estratégia de engajamento nas redes sociais é uma ótima ideia para obter bons leads. Não se deve, porém, depender somente dessas ferramentas para criar um bom funil de vendas. Alguns termos se tornaram lugar-comum no ambiente corporativo, mas a prática que representam ainda é bem importante. E aqui entra o networking.

O termo complicado em inglês alude a sua rede de parceiros, clientes, conhecidos do ramo e amigos, que podem indicar os seus produtos e serviços para as suas próprias redes e, assim, criar oportunidades de negócio.

Lembre-se de pensar em ações que possam envolver esses agentes para além do seu cotidiano profissional. Isso não significa, porém, que você deve respirar o trabalho 24h por dia, sete dias por semana.

Pense em como a pandemia alterou nossas rotinas e tornou impossível a realização de diversos eventos presenciais como feiras de negócio, convenções, oficinas, entre outros. Ainda assim, as pessoas mantiveram suas comunicações e passaram a trocar informações online, por meio de ligações de vídeo, mensagens, lives, webinars, apresentações e discussões virtuais.

Esse cenário favoreceu, em alguma medida, as empresas menores, que puderam aumentar a visibilidade de seus negócios de maneira mais equilibrada em relação aos grandes players. Afinal de contas, uma live nasce com dois elementos bem populares: um celular e uma conexão com internet – ao passo que o espaço para um estande em um evento de grande porte pode estar muito além do budget dessas companhias.

Confira outras dicas que podem ajudar na prospecção de leads qualificados:

Seja curioso, e tome tempo para pesquisar – A rotina é atribulada, mas é essencial separar tempo para pesquisar tendências em seu mercado e trazer novidades para seus produtos e sua estratégia de venda. Um post com um vídeo curioso, com um produto inovador que existe fora do país, pode valer um insight. Mas para isso, alguém precisa dar aquela “fuçadinha”.

Não espere a demanda chegar – Você não precisa sentir vergonha de fazer seu trabalho. Se você acredita que alguém pode se interessar pelo seu produto/serviço, contate-o e se apresente. Fazer isso respeitando as regras e de maneira educada é uma solução, não um problema. É a sua chance de oferecer algo que seu público potencial nem sabia que precisava.

Dê atenção aos comentários – Da mesma forma que o ambiente virtual oferece diversas ferramentas úteis para aumentar visibilidade e vendas, ele também pode ser um cenário caótico, no qual é importante filtrar o que importa. No entanto, quando seus clientes estão se comunicando por meio de redes ou apps, é importante ler e responder. Esse tipo de conexão pode demandar mais trabalho e atenção. O cuidado, entretanto, pode gerar contatos de valor e chances de negócios.

E vale lembrar: você não precisa fazer tudo sozinho. Hoje em dia é possível terceirizar diversas dessas funções, e acelerar seus negócios focando o que sua companhia faz de melhor! A Jahe Marketing está preparada para te ajudar. Confira nosso site para mais informações: jahemarketing.com.br.

Gostou deste conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter para receber mais dicas e novidades!

Mais posts para você

×