Para além do ‘boas festas’: como mostrar o lado humano da sua empresa o ano todo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

É chegado o final do ano e, com ele, aquele desafio já conhecido: como agradecer aos parceiros, desejar boas festas e divulgar a minha marca, tudo em uma só mensagem inspiradora?

Pensar nas vendas não deve ser motivo de vergonha. É, afinal, o que faz o negócio girar. Mas a comunicação com os clientes, especialmente durante o período de festas, precisa se concentrar em divulgar os valores da sua empresa.

Despertar a confiança e a simpatia do consumidor é essencial desde o primeiro contato com o consumidor até a decisão de compra. E, para isso, é preciso mostrar o lado humano da sua marca.

Essa conclusão é baseada em diversos levantamentos. Um deles, feito pela Kantar, indica, por exemplo, que mais de 60% dos consumidores com menos de 30 anos preferem marcas que “têm um ponto de vista e defendem alguma causa”. Já outra pesquisa, da Edelman, diz que 80% dos entrevistados esperam que “os negócios liderem a resolução de problemas sociais”.

Isso deixa claro que, para além das comemorações de fim de ano, sua estratégia de marketing deve estar alinhada aos valores da companhia diariamente.

Quer saber como melhorar essa comunicação e humanizar a sua marca? Nós reunimos aqui algumas dicas para cativar sua audiência e aprimorar o diálogo com os seus consumidores. Confira!

 

Dê voz à sua empresa

Um bom exercício é pensar na voz que você deseja dar à sua empresa. Esse é o primeiro passo para sair daquela composição robótica ou impessoal, que gera muito menos conexão com as pessoas.

Ela vai refletir a personalidade e emoção envolvidas em toda a sua estratégia de comunicação. A ideia aqui é que todas as suas mensagens sigam a mesma linha, no que diz respeito, por exemplo, ao nível de formalidade e linguagem utilizados, para que os consumidores consigam identificá-las facilmente em meio à quantidade enorme de informação disponível atualmente.

Isso não quer dizer que necessário criar um personagem engraçado. Algumas companhias fazem esse tipo de serviço muito bem, mas não é regra. Pense em um personagem que encarnaria da melhor forma a empresa. É um jovem descolado de 20 anos? É uma advogada bem-sucedida de 40 anos? Essa persona precisa estar conectada ao público com quem você quer falar.

A sua empresa já passou por esse processo de “autoconhecimento”? Uma agência especializada em marketing pode ajudar nesse levantamento. Com esse perfil em dia, seguimos para os próximos passos.

Ao defender uma causa, vá além do discurso

O noticiário e as redes sociais costumam pautar os debates relevantes em nosso cotidiano. Temas como o combate ao racismo, a igualdade de gênero ou a luta por direitos LGBTQI+ serão recorrentes, e sua empresa pode decidir se envolver em alguns (ou todos eles).

É importante, contudo, tomar alguns cuidados, para evitar a imagem de oportunista. A principal recomendação aqui é se certificar de que as transformações defendidas estejam presentes dentro da sua empresa – caso contrário, a ação pode acabar virando um tiro no pé.

Também não é bom esperar uma data específica, ou um protesto, para se posicionar. Se uma causa é importante para a sua companhia, faça dela parte permanente da sua mensagem.

Seja verdadeiro na sua narrativa

Você com certeza já ouviu falar em storytelling – um método utilizado para promover o seu negócio por meio de uma história mais elaborada, sem que haja menção direta a vendas. Isso não quer dizer que você precisa de investimentos astronômicos em vídeos e roteiros para mostrar como sua empresa surgiu, ou criar uma história fictícia para chamar a atenção.

Na verdade, se você tem pouco para investir, um texto simples, mas criativo e bem-feito, basta. Crie uma perspectiva honesta, mostre quem faz a empresa no dia a dia, e por que vocês estão trabalhando dessa forma. Aos poucos, é possível chegar a uma história real e convincente para mostrar ao seu público, sem grandes invenções.

 

Construa relações autênticas nas mídias sociais

Se decidir criar um perfil para sua empresa em uma rede social, não o faça apenas para “marcar presença”. Pratique uma escuta ativa, interagindo com os usuários, esclarecendo dúvidas e cuidando de possíveis reclamações.

É essencial também que as pessoas ou o time responsáveis por essa comunicação esteja alinhado com a voz da companhia. Lembre-se que a interação mais frequente com os seus consumidores provavelmente se dará por meio destes canais.

Não se desespere!

Pensar em tudo isso de uma vez só pode parecer assustador, mas tudo começa com dar mais atenção ao tema. Aos poucos, pequenas mudanças no cotidiano da comunicação podem criar uma caminhada convincente rumo à humanização da companhia.

Depois de um ano como 2020, e especialmente perto das celebrações de fim de ano, um bom primeiro passo é uma mensagem sincera e genuína de agradecimento pela parceria e com desejos de que, em 2021, tenhamos todos boas notícias!

Gostou deste conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter para receber mais dicas e novidades!

 

Mais posts para você

×