Demanda por produtos e serviços pet só cresce – o marketing ajuda o seu negócio a alcançar os consumidores

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Já faz tempo que a relação dos brasileiros com os animais de estimação evoluiu para muito além do cão de guarda ou do gatinho da rua que às vezes ganha um petisco no quintal. Os bichos se tornaram parte das famílias – e de muitas delas: de acordo com o Instituto Pet Brasil, são 141 milhões de pets no país.

Essa proximidade aumenta o consumo de produtos e serviços para além daqueles que são considerados essenciais, como ração e medicamentos. São infinitos acessórios e itens de vestuário, alimentos gourmet ou nutrição com ingredientes naturais, serviços terapêuticos e até farmácias de manipulação especializadas em saúde animal. Isso sem contar, é claro, as creches, hotéis e spas – tudo para fazer a alegria dos pets (e de seus donos!).

Não à toa, o Brasil está no pódio do ranking global do setor. O mercado nacional é o terceiro do mundo (atrás apenas dos EUA e da China) e movimenta mais de R$ 40 bilhões por ano. Também é um setor resiliente. Mesmo com as turbulências econômicas dos últimos anos, ele continua a crescer: em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus, a expansão foi de 15% em relação ao ano anterior.

Os números mostram que a demanda pelos produtos e serviços pet é grande e, portanto, há diversas oportunidades para quem empreende nesse setor. Mas, para serem bem-sucedidos, os negócios precisam se conectar a esses consumidores. E é aí que entra a importância de uma estratégia robusta de marketing.

Se você vem acompanhando o nosso conteúdo por aqui, já sabe que essa é uma das regras de ouro para qualquer segmento – todas as empresas e empreendedores podem se beneficiar desse planejamento. O que muda de setor para setor é a maneira de se comunicar com os seus potenciais clientes.

Neste artigo, queremos falar sobre as especificidades do mercado pet – e sobre como criar uma conexão verdadeira e duradoura com seus consumidores. Se você empreende ou tem interesse em saber mais sobre o segmento, siga com a gente!

Ponto estratégico

O mercado pet é extremamente competitivo e capilarizado. Para se ter uma ideia, metade de todo o faturamento do setor vem de lojas de pequeno e médio porte (ou seja, com até 19 funcionários), segundo o IPB. Por isso, destacar-se da concorrência tem importância ainda maior quando se fala de produtos e serviços voltados aos bichos de estimação.

“Na hora de abrir um pet shop, o marketing é o primeiro ponto estratégico com que o franqueado se relaciona, depois do treinamento com a equipe de Expansão”, afirma Eduardo Bachur, diretor de marketing da Petland, rede de franquias de origem americana que chegou ao Brasil em 2014.

“É necessário ter conhecimento de todo o plano de comunicação quatro meses antes de inaugurar a loja. Esse processo de inauguração vai sendo desenhado em conjunto com o franqueado durante este período, para que ele consiga iniciar seu projeto com ampla visibilidade, coerência no discurso e um fluxo que seja transformado em resultado.”

Para o executivo, a gestão de comunicação de um pet shop requer o dobro de atenção do lojista, já que o serviço é comprado por um humano, mas aproveitado pelo pet.

“O discurso de atração precisa estar totalmente alinhado com a experiência do cliente, para conseguir fidelizá-lo e conquistar novos consumidores. Nós queremos que eles cheguem em casa e se lembrem com carinho da experiência na Petland”, diz.

Definição de objetivos

A importância do marketing digital para a rede de franquias é uma pista de como ele pode influenciar os negócios. Na Petland, o ambiente online representa 70% de toda a estratégia. Os 30% do offline são concentrados em ações em pontos de venda, anúncios em rádio, panfletos de check-out, conteúdos distribuídos de maneira impressa para o cliente levar para casa, entre outros.

E o planejamento dá resultados: as campanhas chegam a representar 40% do faturamento de determinadas unidades da rede.

Uma estratégia online de sucesso envolverá diversos canais de comunicação. Ela terá como objetivos 1) apresentar seus produtos e serviços; 2) contar mais sobre o universo pet e suas possibilidades aos potenciais clientes; e 3) facilitar o acesso àquilo que está sendo vendido.

Assim, seu plano pode incluir perfis caprichados nas redes sociais, um blog em seu site, e-commerce (que pode ser realizado em um site ou via plataforma como Instagram e o Facebook) e agendamento de serviços, como banho e tosa, por WhatsApp e outros aplicativos de mensagens.

Também é possível adicionar uma camada de inteligência de dados ao seu gerenciamento, com uma plataforma de CRM. É a sigla em inglês para customer relationship management, ou seja, gerenciamento de relação com o cliente.

Além de registrar vendas e pontos de contato com sua clientela, essas soluções também ajudam a gerar insights para abordagens mais eficientes de venda. Isso porque a ferramenta traça um perfil do comprador, permitindo entender quais os melhores momentos para oferecer um produto e serviço.

Testando ideias

Pensando de maneira ainda mais específica sobre o mercado pet, existem ações e estratégias que podem funcionar especialmente bem na atração de clientes desse mercado.

Abaixo, listamos algumas ideias:

Campanhas de adoção – Diversos pet shops e clínicas veterinárias se juntam a ONGs de amparo animal para fazer campanhas de adoção, por exemplo, aos fins de semana. Essa é uma ótima maneira de atrair o público ao seu espaço, aliando sua marca a uma causa que tem tudo a ver com o seu ramo de atuação.

Para fazê-lo, certifique-se de que possui toda a estrutura extra para garantir bem-estar aos animais. Se for organizar um evento como esse na parte externa da loja, garanta que haja sombra e água fresca – para humanos e pets!

Assinaturas de produtos – Uma maneira de fidelizar o cliente, oferecendo comodidade para ele e receita frequente para a empresa, é o plano de assinatura de produtos. Com ele, o consumidor opta por receber, periodicamente, itens de primeira necessidade, como ração ou tapetes higiênicos, sem precisar se preocupar se eles faltarão.

Programas de fidelidade – Com tantas lojas e marcas por aí, você quer garantir que os seus consumidores voltarão sempre a procurá-lo. E criar um programa de fidelidade, que oferece pacotes de produtos e serviços com descontos, se encaixa perfeitamente nessa estratégia.

Antes de implementá-lo, porém, tenha certeza de que sua operação consegue atender a demanda sem prejuízo dos serviços prestados. Quando se trata de seus bichos de estimação, os donos esperam que eles sejam recebidos com todo o cuidado e carinho – e qualquer deslize pode não apenas fazê-lo perder o cliente como causar danos à sua reputação.

Influencers – O chamado marketing de influência consiste em aliar sua marca a perfis de usuários de destaque nas redes sociais, como maneira de promover seus produtos e serviços. Se esse é um segmento que lhe parece interessante, saiba que, para além das grandes celebridades, com milhões de seguidores, há também os chamados micro influenciadores.

Esses perfis têm um número menor de fãs, mas costumam atuar em um nicho específico, como bem-estar animal e cuidados veterinários, e ter audiência cativa e mais engajada. Uma ação de marketing com esse nicho pode ser uma vitrine excelente. Antes de fechar negócio, pesquise bem quem são eles.

Cupons de desconto – Preços menores, especialmente em momentos de crise, são sempre uma ótima maneira de atrair consumidores para a sua marca. Se o seu planejamento financeiro permite, porque não conceder, por exemplo, 10% de desconto para novos clientes? Existem diversas plataformas que auxiliam os lojistas a criar campanhas de desconto.

Engajamento – É quase covardia. Fotos de animais de estimação são sucesso na internet desde sempre. Por isso, vale a pena criar um canal de diálogo com sua audiência online para que eles compartilhem imagens de seus pets ou memes divertidos, elevando o engajamento com o seu negócio. Por que não criar a “quarta-feira dos gatos” ou o “domingo do cachorro grande”?

O marketing bem feito pode fazer com que seu negócio não apenas encontre uma voz própria, mas esteja sempre na mente dos clientes. Está em dúvida sobre como começar? A Jahe Marketing te ensina a trilhar o melhor caminho!

Inscreva-se em nossa newsletter para aprender mais sobre marketing e como navegar neste oceano!

Mais posts para você

×

Fale conosco

×