Chegou a hora de olhar para o TikTok: cinco dicas para fazer marketing de influência na rede social

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os novos hábitos adotados durante a quarentena de 2020 não se resumiram ao álcool gel e às máscaras faciais. Para muitos brasileiros, especialmente os mais jovens, a rotina da pandemia incluiu também assistir, produzir e compartilhar vídeos no TikTok.

A rede social chinesa existe desde 2016, mas sua popularidade explodiu no isolamento. Apenas em abril, o aplicativo foi baixado em 107 milhões de dispositivos (três vezes mais que no mesmo mês de 2019), segundo a companhia de análise Sensor Tower – ao todo, já foram mais de 2 bilhões de downloads pelo mundo.

O crescimento de usuários foi acompanhado pelo aumento do interesse das marcas na plataforma. E, assim como em outras redes sociais, o sucesso no TikTok passa pelo chamado marketing de influência – que conta com a credibilidade e visibilidade daqueles que se destacam nessas plataformas para aumentar a visibilidade da sua marca.

Uma pesquisa do Youpix mostra que o trabalho dos influenciadores é levado em consideração pela maioria das empresas na hora de definir suas estratégias de divulgação. De acordo com o levantamento, 68% dos executivos consideram o marketing de influência estratégico para seu negócio, e 69% consideram que a modalidade traz um resultado que nenhum outro tipo de comunicação digital traz.

Neste artigo, vamos explorar o que é o TikTok e quais as oportunidades para a sua empresa na rede social. Venha saber mais!

Como funciona o TikTok?
O TikTok é um aplicativo para a produção e compartilhamento de vídeos curtos, com alta capacidade de se tornarem virais. Ele possui interface didática – que permite aos iniciantes se familiarizarem rapidamente com a plataforma – e possibilita a criação de conteúdos divertidos utilizando recursos gráficos e sonoros variados.

São populares na rede social os vídeos de humor, ou aqueles com dublagens, duetos, e coreografias de dança. Ao contrário do Instagram, em que a preocupação estética é essencial, a ideia aqui é que os conteúdos sejam mais autênticos e amadores.

A principal tendência da rede são os desafios, em que usuários, influenciadores ou marcas criam conteúdos (uma rotina de dança, por exemplo, ou um exercício físico) e convocam os outros a tentar replicá-los.

Quais as vantagens do TikTok em relação a outras redes sociais?
O principal diferencial a ser explorado no TikTok é a página “Para Você”, com recomendações de vídeos feitas pelo algoritmo da plataforma. Diferentemente de outras redes, em que o primeiro conteúdo a que o usuário tem acesso é aquele produzido por quem ele segue, no aplicativo chinês o “Para Você” é sempre a página principal. Muitos daqueles que utilizam a rede, inclusive, o fazem sem nunca ter seguido um perfil.

Isso significa que o conteúdo produzido por um influenciador ou marca no TikTok pode ser acessado por virtualmente qualquer usuário do aplicativo – para isso, basta que ele se torne popular e passe a ser recomendado na página “Para Você”.

Além disso, o algoritmo do Tiktok não discrimina os vídeos por data. É possível encontrar conteúdos produzidos meses antes na página principal. E, assim, os conteúdos podem se manter relevantes por muito mais tempo.

O aplicativo também permite que os vídeos sejam compartilhados em qualquer outra rede social – e de maneira bastante simples. Ou seja: o TikTok oferece potencial máximo de viralização para quem acertar no conteúdo!

Qual é o público do TikTok?
Por ter atraído boa parte da chamada geração Z (nascidos de 1995 a 2010), o TikTok ganhou a fama de ser a rede social dos mais jovens. Sua audiência, porém, é ampla: estima-se que mais de 65% dos usuários tenham mais de 21 anos.

Embora não haja números específicos sobre o mercado brasileiro, uma pesquisa da Kantar Ibope no país mostra que o acesso ao aplicativo durante a quarentena aumentou aproximadamente 35% entre os adolescentes e jovens adultos. Além disso, a plataforma também teve um aumento de acessos de 24% entre adultos de 35 a 55 anos e de 14% vindos de pessoas com idade acima dos 55 anos.

Como utilizar o TikTok na sua estratégia de marketing?
Em primeiro lugar, e mesmo que a sua estratégia de marketing na rede social vá se concentrar apenas na contratação de influenciadores, é interessante criar uma página para a sua empresa no TikTok.

A partir daí, o aplicativo oferece hoje diversas soluções para companhias que querem utilizá-lo para aumentar o alcance de suas marcas. Com o TikTok For Business, lançado em junho, é possível encontrar todas as opções em um só lugar. Conheça algumas delas:

Brand Takeovers: anúncios de 3 a 5 segundos, no formato de vídeo ou imagem;
In-feed vídeos: vídeos de até um minuto, com som, que são disponibilizados no feed do aplicativo;
Hashtag Challenges: como mencionamos lá em cima, os desafios são uma grande tendência aqui. Com esse recurso, as marcas podem convidar os usuários do TikTok a criarem conteúdos sobre uma hashtag;
Branded Effects: esses efeitos permitem que uma marca ou produto sejam adicionados aos vídeos da plataforma.

Todos esses formatos permitem parcerias com influenciadores para que o conteúdo já tenha, de saída, relevância maior na rede social. E o TikTok tem ainda uma ferramenta que ajuda a conectar marcas e produtores de conteúdo no aplicativo: o Creator Marketplace. Ele possibilita que as marcas encontrem os melhores influenciadores para as suas campanhas – e coloca todos em contato.

Para isso, claro, é preciso saber como escolher o melhor influencer para passar a sua mensagem. Não sabe como fazer isso? A gente te dá umas dicas no próximo tópico!

Como escolher o influenciador?
A escolha dos criadores de conteúdo que vão representar a sua marca no TikTok deve seguir, em geral, os mesmos preceitos utilizados em outras redes sociais. Em primeiro lugar, é preciso ter em mente o seu público-alvo. E, então, procurar influenciadores que tenham identificação com o seu target e com a sua marca.

Essa parte é bastante importante: você deve priorizar influencers que realmente usariam seu produto ou serviço – no mundo ideal, eles já são seus consumidores! Isso fará com que os publis, como são chamados os anúncios nas redes sociais, pareçam mais genuínos, atraindo maior interesse dos usuários.

No Tiktok, especialmente, vale ficar ligado não apenas no número de seguidores do criador de conteúdo, mas também em suas taxas de engajamento (quantos likes, visualizações e compartilhamentos seus vídeos tiveram).

Fechada a parceria, é importante também deixar que o influenciador tenha liberdade para criar o conteúdo. Lembre-se que, embora você conheça tudo sobre a sua marca, eles são os especialistas aqui – e vão saber melhor como engajar seu público.

Gostou deste conteúdo? Se inscreva na nossa newsletter para receber mais dicas e novidades!

Mais posts para você

×