Black Friday marca o início das grandes promoções do ano – veja dicas para se organizar e vender mais

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foi-se o tempo no qual a Black Friday era o tipo de acontecimento que víamos apenas em cenas de filmes, seriados ou telejornais vindos de fora do país. A moda pegou por aqui a partir de 2010 e está diretamente ligada ao crescimento do e-commerce no Brasil.

Nem mesmo as dificuldades causadas pela pandemia de Covid-19, desde 2020, parecem ter diminuído o interesse pela data, na qual praticamente todos os negócios oferecem descontos ou condições especiais para seus consumidores em produtos e serviços. Em 2020, aliás, o faturamento com a data bateu recorde: chegou R$ 6 bilhões, um crescimento de 26,4% em relação a 2019, de acordo com o levantamento Ebit|Nielsen.

Em 2021, o evento se realiza em 24 de novembro. Até lá, as empresas têm três meses para desenvolverem estratégias voltadas a ganhar mais clientes com a data e fidelizar aqueles que já possuem. A seguir, reunimos algumas dicas do que não pode faltar no seu planejamento. Vem com a gente!

Eles, os dados
Sim, que os consumidores amam bons descontos, todo mundo já sabe. Mas entender um pouco sobre a motivação por trás das compras também pode ajudar na sua estratégia. Uma pesquisa da consultoria Provokers de 2018, parte do relatório do Google sobre a Black Friday, apontou que 30% das pessoas procuram adquirir nesta data coisas que já desejam há muito tempo.

Essa porcentagem é significativa e indica que parte da sua estratégia deve considerar aqueles que já visitaram seus canais de venda online. Para isso, é importante fazer uso dos dados gerados por esses acessos – quais foram os produtos mais visualizados? Quem são esses consumidores?

Essas informações podem ajudar a determinar que produtos terão descontos, quais serão destacados em seus anúncios (sejam eles nas redes sociais ou em espaços tradicionais) e até podem servir para uma ação de remarketing.

Transparência
O consumidor irá pesquisar, debater com amigos e familiares o custo-benefício e visitar fóruns, redes sociais e, claro, as lojas, antes de decidir pela compra. E, se provavelmente o preço será a prioridade, os critérios de desempate também são importantes.

Transparência e reputação entram nesses critérios. Quem está disposto a vender precisa se preparar para que sua marca não entre nas listas da “black fraude”, lojas que prometem descontos que não existem, ou pior, elevam o preço de um item alguns dias ou semanas antes da data, para voltar ao preço original durante a promoção, a famosa “metade do dobro”.

O consumidor está cada vez mais vigilante, e promoções fajutas podem gerar multas aplicadas pelo Procon. Pior do que a multa, o dano à sua reputação pode levar muito tempo para ser reparado.

Antecipação
Não deixe para anunciar ofertas em cima da hora. Você talvez já tenha percebido que a Black Friday não começa exatamente no dia marcado, e nem termina à meia-noite. Chamar a atenção para a sua programação é crucial para que a audiência atrele sua marca à campanha promocional.

Para isso, uma boa estratégia de marketing digital é fundamental. Gere conteúdo, prepare posts nas redes antecipando as ofertas e crie tráfego para seu blog ou site. Está em dúvidas por onde começar? Leia este artigo que a Jahe Marketing criou especialmente para ajudar você nessa missão.

Segmentação
Defina para quem você deseja vender mais, e trabalhe com foco definido. Aproveite que a Black Friday é somente uma das grandes promoções do calendário (depois dela, vêm a Cyber Monday, as campanhas movimentadas pelo 13º salário, o Natal, o Ano-Novo e as férias) e faça experiências diferentes com cada época do ano. Dessa forma, as vantagens são mais atrativas para cada tipo de consumidor.

Precificação
Não improvise. Que margem de desconto você consegue oferecer sem colocar suas contas no vermelho, mantendo seu negócio sustentável? Leve em consideração itens como os produtos que estão parados no seu estoque. Esses, sim, podem e devem ganhar um bom desconto. Dessa forma, é possível recuperar o investimento que já foi feito anteriormente e ganhar escala nas suas vendas.

Além dos itens parados, organize seu estoque em duas colunas: os produtos que geram audiência, porque atraem clientes, e aqueles que podem aumentar o valor da compra, porque funcionam como acessórios do produto principal.

Se seu comprador está levando um celular, por que não oferecer um headphone que tenha a ver com seu estilo? Se a opção foi por uma série de livros, talvez ele acabe levando, também, um game que é inspirado naquela aventura.

Logística
Esse item é sempre importante, mas quando estamos esperando um volume maior de vendas – não apenas da sua loja, mas do varejo de todo o Brasil – é importante pensar à frente. Entregas que demoram para chegar, falta de estoque e outros imprevistos têm de ser considerados em seu planejamento e evitados a todo custo.

Para diminuir a chance de problemas, elenque os produtos que de fato têm condição de entrar em promoção. Certifique-se da quantidade exata para oferecer um prazo aceitável para os consumidores. Diversificar opções de frete, e se possível, permitir a alternativa de buscar o produto em um endereço físico pode ser a diferença que define a compra.

Mesmo se você já organiza promoções de Black Friday há algum tempo, não tenha medo de experimentar receitas novas, e tentar se diferenciar da concorrência com criatividade. Tente listar os erros e acertos de anos anteriores. Cupons de desconto, cashback, “pague 1, leve 2”, descontos progressivos e parcelamentos diferenciados são algumas das alternativas para que você apresente um cardápio diferenciado na sua Black Friday.

As possibilidades são inúmeras, mas todas elas devem ter o consumidor no centro da estratégia – oferecendo a ele as melhores vantagens, preços, opções de entrega, entre outros. Também é preciso falar com esses clientes nos canais de comunicação de sua preferência. A Jahe Marketing é especialista em ajudar negócios a crescerem melhor e mais rápido por meio do marketing digital. Conte com a nossa ajuda!

E não se esqueça de se inscrever em nossa newsletter para não perder nenhum conteúdo sobre marketing e como se comunicar melhor com sua audiência!

Mais posts para você

×

Fale conosco

×